Microfisioterapia | Terapia Manual | Instituto Salgado de Saúde Integral

Depoimentos

  • Pela leitura biológica chegamos à causa, ao conflito”

    A afirmação é da médica Cintia Chaves de Carvalho, de Sorocaba, que atua como homeopata e clínica geral. Ela esteve em Londrina recentemente para uma revisão de conhecimentos na área da Leitura Biológica, e afirma que essa técnica não só mudou sua visão profissional como a própria vida. “Transformou a minha vida como pessoa e profissional. Hoje eu junto esse conhecimento com os princípios da homeopatia e, com isso, coisas que não andavam, que iam até certo ponto no tratamento, passaram a evoluir. Com a leitura digo onde está a causa”, explica. Ela também atua na rede pública de saúde e afirma que muitas vezes usa esse conhecimento com os pacientes. “Os resultados são surpreendentes”, reforça.

    No interior paulista, Cíntia divide a clínica com a microfisioterapeuta Luciana Brandão e conta que a parceria também se estende ao atendimento dos pacientes. “Temos unido o conhecimento e os resultados são bem mais rápidos. Fazemos uso de medicamentos homeopáticos no momento da microfisioterapia e também aliamos a leitura biológica. Quando conseguimos chegar ao momento em que o conflito se instalou, a dor e o sofrimento do paciente acabam”, revela.


    Cintia Chaves de Carvalho - Médica
    Formação Internacional em Leitura Biológica
  • Sérgio Mecca multiplica os conhecimentos que adquire

    O fisioterapeuta Sérgio Mecca mora em Salvador. Mas sempre que tem uma oportunidade, vem para o Sul em busca de conhecimento. Recentemente ele fez o curso de Leitura Biológica. “Vejo essa técnica como possibilidade de entender o processo de vida do indivíduo dentro dos sintomas que ele apresenta. Por esses sintomas, podemos completar uma informação importante ao tratamento”, explica. Sérgio completa que a leitura atua com base em acontecimentos reais, ela identifica o que aconteceu para explicar o que levou à situação atual do paciente.

    Todo esse conhecimento mudou o perfil de atendimento dele. “Uso a microfisioterapia, a leitura biológica e a acupuntura”, detalha. Para que mais pessoas tenham acesso a esse conteúdo, o fisioterapeuta leva para sua escola em Salvador cursos em parceria com Afonso Salgado. “Conhecimento é para ser transmitido e expandido”, ensina.



    Sérgio Mecca - Fisioterapeuta
    Formação em Microfisioterapia - Formação Internacional em Leitura Biológica
  • “Temos que adotar alimentos que respeitem o nosso corpo”

    A nutricionista Cíntia Sisti trabalha há 20 anos na área. Florais sempre estiveram no rol de ferramentas utilizadas por ela para cuidar dos pacientes. Recentemente, novas ferramentas deram um diferencial ainda maior para a rotina. Ela fez o curso Internacional de Práticas Integrativas e  Complementares ( Naturopatia ) com o professor Andre Dourado, de Portugal. “Sempre busquei a saúde pela alimentação, e nesse curso o enfoque é mais amplo, tem muita coisa nova com embasamento científico”, destaca Cíntia.

    Para ela, ter um arsenal disponível é essencial, afinal, cada pessoa é única e precisa de um tratamento individualizado. “O professor coloca as diferentes etapas e ferramentas que temos. Os florais são mais sutis, temos os chás, as plantas, cada um com a sua eficácia. Isso sem falar que há também a parte externa, com os cremes. São muitas escolhas para encaixarmos”, descreve.

    Muitas das doenças e males vêm da forma errada como nos alimentamos. Assim, se não corrigimos a base, continuamos repetindo os mesmos problemas. “Metade do tratamento é orientação alimentar, tem que substituir a base, colocar alimentos que respeitem o nosso corpo. Por isso é importante saber quais são os que nos agridem”, orienta. Claro que é preciso buscar alternativas gostosas. “Tem que ter a ver com o paciente”, ressalta.

    A abordagem de todo o curso é descrita como “fantástica” pela nutricionista. “Foi uma releitura de forma completa, com muito conteúdo e pesquisa, uma visão geral de como tratar o ser humano como um todo”, finaliza.


    Cíntia Sisti - Nutricionista
    Formação Internacional em Práticas Integrativas e Complementares (Naturopatia)
  • Além do conhecimento científico

    Jayme Netto Júnior é professor universitário da Unesp na área de fisioterapia desportiva. Ele tem mestrado, doutorado, pós-doutorado, mas foi buscar na Escola de Terapia Manual e Postural um conhecimento que vai além da academia. “Esse já é meu 4º curso. Na universidade, as pesquisas têm um alcance mais tecnicista, o que é diferente das teorias contemporâneas que estão à face da ciência, mas, na prática, mostram resultados. Vim em busca desse conhecimento”, aponta.

    Ele ministra aulas também no mestrado, por conta disso precisa produzir artigos e garante que essas novas perspectivas aprendidas nos cursos em Londrina abrem caminho para que novas ideias surjam. “Foi tão bom que já vim várias vezes. Primeiro me entendi melhor e com isso também entendo melhor o outro. Essas teorias são tão profundas que fazem você se descobrir, se perceber”, conclui.


    Jayme Netto Júnior - Fisioterapeuta
    Formação Internacional em Leitura Biológica / Formação em Práticas Integrativas e Complementares ( Naturopatia )
  • Leitura biológica, ferramenta surpreendente para a saúde

    Fabiana Deffune Flenik é oncologista clínica em Curitiba. Em seu dia a dia, trata pacientes com câncer. Mas um fato sempre chamou a atenção da especialista: quadros semelhantes da doença muitas vezes tinham respostas completamente diferentes. Foi aí que ela juntou uma mudança em sua vida pessoal com a atuação profissional.

    Inicialmente, Dra. Fabiana foi paciente de microfisioterapia. “Fui para a micro para entender coisas da minha vida e conhecer a técnica. Mas percebi que esse conhecimento seria muito importante na minha especialidade. A medicina tradicional não responde a muitas coisas”, conta.

    Para buscar novas ferramentas, Dra. Fabiana fez o curso de Leitura Biológica. Ela aponta que muitas coisas vão na contramão do que sempre aprendeu nos bancos da faculdade. “Há muito que conhecer, que agregar conhecimento. Ainda não sei como vou fazer, mas vai dar para associar esse conhecimento ao atendimento no consultório. É importante entender o desenvolvimento da doença, onde ela começa”, afirma.

    É claro que isso não significa deixar a medicina tradicional, que na área dela inclui ferramentas como cirurgia, radioterapia e quimioterapia. Mas outros fatores passarão a ser levados em consideração por ela. “Somos uma tríade, formada por percepção, cérebro e órgãos. Sabemos que o emocional influencia mas a medicina não sabe o quê e em que momento. Tendo o conhecimento da leitura, entendo o que influencia no fato de a mesma doença ter evoluções tão diferentes”, finaliza.

     


    Fabiana Deffune Flenik - Médica
    Formação Internacional em Leitura Biológica
  • “A informação coerente faz o resultado”

    Fisioterapeuta há 9 anos, Ricardo Hoffmann direcionou sua formação para a busca da Saúde Integral. Desde o início, colhe os frutos desse conhecimento. “A Escola tem feito com que o resultado com os pacientes seja cada vez melhor, busco esse aperfeiçoamento para ter resultado”, pontua.

    Consciente de que o ser humano é uma tríade – corpo, mente e alma – ele busca sempre levar em consideração esses três aspectos. “Atuamos no nível causal, e isso traz resultados”, garante. Logo que se formou, Ricardo fez pós-graduação na Escola de Terapia Manual e Postural. No curso teve contato com a microfisioterapia, técnica que hoje é a mais utilizada em sua clínica. “Aqui (na escola) temos conhecimento de coisas que são científicas, palpáveis, qualquer profissional que queira pode começar a usar as técnicas desde que aprenda como funcionam”, estimula.

    Segundo ele, a base de tudo está na informação coerente que o próprio corpo mostra. “É importante confiar na nossa intuição, na informação que estamos colhendo do paciente. A informação coerente faz o resultado”, destaca o fisioterapeuta, que recentemente fez mais um curso ministrado pelo belga Emmanuel Corbeel.


    Ricardo Hoffmann - Fisioterapeuta
    Formação em Microfisioterapia - Formação Internacional em Leitura Biológica - Pós Graduação em Terapia Manual e Postural
  • “Buscava recursos diferentes pois os pacientes voltavam com as mesmas queixas”

    A fisioterapeuta Liliane da Costa Quinto, que é tenente-coronel da Aeronáutica no Rio de Janeiro, começou a ficar inquieta quando percebeu que seus pacientes retornavam de tempos em tempos com o mesmo problema. “Vi que os problemas se repetiam e comecei a buscar soluções. Foi aí que encontrei a microfisioterapia, que mudou meu entendimento do que é a patologia, com isso veio uma nova forma de tratar”, resume.

    O desejo de ver resultados motivou a profissional a se aperfeiçoar – ela já fez vários cursos pela Escola de Terapia Manual e Postural, como Leitura Biológica e O Universo, o Homem e o Animal. O primeiro foi em 2010 (microfisioterapia) e até hoje ela não parou de buscar novos conhecimentos. “Ampliei meus resultados. Antes, os recursos que tinha deixavam a desejar, hoje percebo que o tratamento é mais eficiente, é algo que te dá solução”, declara.

    Liliane diz ainda que os novos conhecimentos mudaram também sua forma de encarar a vida. “Como profissional foi muito importante, não há dúvida disso, mas também como pessoa me fez mudar atitudes, modifiquei perante a vida, isso é fato”, sentencia.


    Liliane da Costa Quinto - Fisioterapeuta
    Formação em Microfisioterapia - Formação Internacional em Leitura Biológica
  • Microfisioterapia muda forma de olhar e tratar os problemas

    “Não podemos olhar para o indivíduo e pensar só na fisiologia, há uma individualidade”. A frase do professor francês Claude Bernard é uma inspiração no trabalho do fisioterapeuta Rodrigo Rabbottini. Professor na Pós-Graduação em Terapia Manual e formação em Microfisioterapia, ele está sempre em busca de novos conhecimentos e recentemente passou por atualizações em Microfisioterapia com Dr. Daniel Grosjean, o criador da técnica.

    “Atualmente, 90% da minha prática profissional é com a Microfisioterapia”, diz. Morador do Rio de Janeiro, ele viaja a vários lugares para atender pacientes que buscam essa nova ferramenta. “Há poucos profissionais com essa formação e a Microfisioterapia possibilita essa mobilidade porque as sessões são a cada 30, 40 dias.

    Fico uma semana no Rio de Janeiro, uma em Brasília, uma em Salvador e outra em Petrópolis, minha cidade natal”, pontua.
    Como todos os que entram em contato com a nova técnica, a forma de olhar o paciente também mudou para Rodrigo, que aponta como “fantásticos” os resultados obtidos. “Essa modificação no olhar é fundamental, respeita a individualidade. Isso é possível com a Micro e com a Leitura Biológica. Você começa a cuidar de uma forma diferente”. Além disso, ele afirma que essas novas ferramentas possibilitam ao fisioterapeuta outro ganho: um maior retorno financeiro.

    Estar em constante atualização é um caminho para buscar novos rumos profissionais e ganhar qualidade de vida.


    Rodrigo Retondaro Rabbottini - Fisioterapeuta
    Formação em Microfisioterapia - Formação Internacional em Leitura Biológica - Pós Graduação em Terapia Manual e Postural - PNS - Posturoterapia Neurossensorial
  • Fisioterapia pode atuar na parte física, emocional e bioquímica.

    Fisioterapia pode atuar na parte física, emocional e bioquímica Há alguns anos a fisioterapia vem mostrando que vai além do trabalho de reabilitação física e pós-cirúrgica. Entre os que buscam novos conhecimentos está Marcelo Rodrigues Moreira, que recentemente passou por mais uma formação, desta vez em Naturopatia. “Vi que podia ser útil. Já faço a microfisioterapia e agora, com esses novos conhecimentos, posso também atuar na parte bioquímica do paciente. A fisioterapia tradicional trata da parte mecânica, a microfisioterapia cuida da parte emocional, faltava essa terceira, que é a parte química. Assim, fecha-se a tríade”, sintetiza. Segundo ele, essa combinação potencializa cada vez mais os resultados, podendo ser aplicada também em crianças. “É mais uma lacuna preenchida. Quanto mais informação, mais confiança temos no dia a dia, por isso vim fazer mais esse curso”, diz Marcelo, que é professor da pós-graduação no Instituto Salgado de Saúde Integral.

    Marcelo Rodrigues Moreira _ Fisioterapeuta

    Formação em Microfisioterapia - Formação Internacional em Leitura Biológica - Pós Graduação em Terapia Manual e Postura

    Marcelo Rodrigues Moreira
    Formação em Microfisioterapia - Formação Internacional em Leitura Biológica - Pós Graduação em Terapia Manual e Postura