Microfisioterapia | Terapia Manual | Instituto Salgado de Saúde Integral

Blog / Artigos

09/05/2018

Uma história de amor muito grande - MICROFISIOTERAPIA

Há 3 anos, Keila Ribeiro Nogueira, de Petrolina, encontrou a Microfisioterapia. Desde então,
começou o que ela chama de uma “história de amor muito grande”. “Foi o pingo que faltava
no meu i para eu crescer. Ganhei uma sessão na época e quando a fisioterapeuta finalizou o
atendimento ela me disse: ‘vai fazer o curso!’. Fui atrás mas quando vi todo o processo vi que
não tinha como fazer, eu tinha acabado de me mudar de Salvador para Petrolina, não estava
capitalizada. Foi quando recebi uma ligação dizendo que eu estava inscrita no curso”, recorda.
Ao chegar para o primeiro dia de formação, ela conta que encontrou com o fisioterapeuta
Afonso Salgado. “Dei de cara com ele, e ele me disse: ‘você está no seu momento, no lugar
certo’. A partir de então fui fazendo vários cursos e crescendo”, resume.

Atualmente, ela atende  com Microfisioterapia, Leitura Biológica , Memória e Informação - Ciclos de uma vida e  também com  Posturoterapia Neurossensorial (PNS). “Digo que foi um anjo bom que apareceu em minha vida naquele momento e tenho muita gratidão por tudo, essa é a palavra que resume tudo, gratidão. Eu mudei completamente, me ressignifiquei, me reencontrei”, declara.

Profissionalmente, a vida deu um salto. “Estou muito bem. Atendo em três cidades com agenda lotada, foi um crescimento profissional”, pontua.

Desde que passou a ver de fato o indivíduo como uma tríade, tudo mudou para ela. “Somos mente, corpo e espírito, falo que é o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Se algo se quebra nessa tríade, sai do equilíbrio. 

Temos que saber que nosso paciente é global e que quando eu atuo nele desta forma, o ajudo na busca da sua saúde integral”, descreve. Para ela, a Microfisioterapia foi transformadora. “Nós somos uma ferramenta, e quando você se permite perceber que cada paciente é um livro novo que você está lendo, você tem novos aprendizados, esta frase é do Afonso”, 
ressalta.

Para finalizar, Keila garante: “Não tem como passar por uma sessão de Microfisioterapia e dizer que nada aconteceu. Atuamos de forma abrangente e integral e, a partir daí, a transformação acontece”