Microfisioterapia | Terapia Manual | Instituto Salgado de Saúde Integral

Blog / Artigos

22/09/2016

A saúde começa no intestino!

É crescente o número de pesquisas sobre o impacto que alterações da flora intestinal causam no organismo. Já há indícios de que diabetes, obesidade, doenças autoimunes e até autismo possam começar justamente por alterações nas bactérias que vivem nesse órgão. São trilhões de micro-organismos que podem agir equilibrando ou desequilibrando nossos sistemas.

Para citar alguns exemplos, um estudo americano intitulado “Microbiota intestinal está altamente ligada ao diabetes tipo 1: Mudança na diversidade das espécies ocorre antes do início da doença” mostrou que há crianças geneticamente predispostas ao aparecimento do diabetes e comprovou a teoria de que a doença foi precedida por uma queda na diversidade da microbiota. Esse link (http://www.cell.com/cell-host-microbe/abstract/S1931-3128(15)00021-9) tem o estudo completo.

Também nos Estados Unidos, pesquisadores da Universidade Estadual do Arizona compararam os níveis de vários subprodutos microbianos nas fezes de crianças com autismo ao de crianças sem essa doença, identificando diferenças entre elas. O trabalho foi apresentado em 2014 na reunião anual da Sociedade Americana de Microbiologia. Um ano antes, pesquisadores italianos também identificaram diferenças nesses dois grupos. O trabalho, publicado na PLoS ONE, revela que as crianças com autismo tinham níveis alterados de várias espécies bacterianas intestinais, como menor quantidade do gênero Bifidobacterium, um grupo conhecido por beneficiar a saúde do intestino.

Daria para listar vários estudos nessa linha, mas o que todos eles apontam é a necessidade de aprofundar os conhecimentos na área da microbiota e o que a disbiose intestinal pode acarretar na vida de pessoas de todas as idades.